Santificaivos.org

Início das Aparições

 

As Aparições de Carapicuíba-SP/ Brasil

Desde 25 de julho de 1993, Nosso Senhor Jesus Cristo, Maria Santíssima, São José, os Santos e os Anjos vem aparecendo quase que diariamente em Carapicuíba região Oeste da Grande São Paulo/Brasil no inicio da noite após as 19:00hs (horário de Brasília)para comunicar suas mensagens.

Maria Santíssima se apresenta comoMãe de Cristo e Mãe da Igrejae faz um último apelo à conversão a todos os seus filhos e nos convida continuamente a permanecermos fieis a Doutrina dos Apóstolos, a fidelidade a Sagrada Tradição e ao Santo Padre, através de um jovem, Renato Nascimento Ferreira, que no início das Aparições tinha 5 anos apenas.

A história da Cidade Eleita (Carapicuíba) esta ligada aos índios, tanto que um dos locais culturais obrigatórios para visitação é justamente a Aldeia de Carapicuíba. Carapicuíba foi uma das 12 Aldeias fundada pelo Beato Padre José de Anchieta (por volta de 1580), quando de sua chegada a São Paulo.

São Aparições longas e frequentes que se prolongam já por mais de 18 anos e a Mãe de Deus disse que estas são as ultimas para a humanidade.

Particularidades das Aparições

A primeira Aparição da Mãe de Deus se deu em 25 de julho de 1993 em frente à casa do Mensageiro, naquele tempo terreno baldio sem casas e com muito mato. Neste mesmo dia o Mensageiro estava comemorando seu aniversário de 5 anos com festa e tudo e o mesmo conta como ocorreu a Primeira Aparição da Mãe de Deus:

“Naquele dia estava muito feliz, pois minha mãe como de costume me presenteava com uma festa de aniversario maravilhosa onde entre os convidados se encontravam muitos parentes e crianças. Contudo sempre comentei que tais festas eram mais para os adultos por causa do numero de bebidas e distrações para os adultos e não para as crianças. Lembro-me que naquele dia como costume da época estava vestindo um conjuntinho preto com listras e que decidi brincar com os meus amiguinhos de pega-pega e esconde-esconde brincadeiras comuns naqueles dias.

Lembro-me que já tínhamos variado muito entre estas brincadeiras e decidimos então brincar de esconde-esconde e que em dado momento decidi me esconder e tendo achado um lugar no meio do mato na frente de casa e com uma certa elevação  decidi me esconder ali. Olhava com atenção o melhor momento de correr sem ser visto por aquele que nos procurava quando fui surpreendido por uma luz branca e suave atrás de mim.

Com medo por ser algum bicho ou ‘fantasma’ me voltei para trás e vi uma Mulher de Luz, ou uma Mulher dentro de uma Luz, era bela aquela Mulher, alta e nunca ate então vista. Lembro-me do Seu sorriso, das mãos antes postas depois  voltadas para mim e ainda de um terço simples que ela tinha entres as duas mãos. Estava sobre uma luz em forma de nuvem e não há via com nitidez, pois a luz me era notável e intensa apesar de não ferir a minha visão. Olhando-me e sorrindo Ela desuniu as mãos e com Sua mão direita me fez gesto de que se aproxima-se Dela amorosamente.

Imediatamente sai correndo com medo para dentro de casa. Lembro-me de ter dito a minha mãe ter visto algo ao que ela naquele momento não deu atenção pensando ser coisa de criança e me mandou voltar a brincar. A impressão, o susto se assim posso dizer foi tão intenso que não voltei mais a brincar e naquela noite não me aproximei mais daquele local. Esta foi a primeira vez que vi a Virgem...”.

 

As Primeiras Aparições

A primeira Aparição ocorreu em 25 de julho de 1993 e a partir de então as visitas do Céu se tornaram constantes. Nos primeiros anos eram continuas as visitas da Mãe de Deus e dos Santos Anjos de modo especial de São Miguel Arcanjo. O Mensageiro nos conta:

“Após a primeira visita de Nossa Senhora as mesmas tornaram-se quase que diárias, aquela Jovem ou aquela Mulher como a chama me aparecia independente do lugar onde eu estivesse fosse ele na escola, brincando, na casa de algum parente ou conhecido e notava que ninguém mais podia vê-La além de mim.

Entre estas visitas que marcaram este período certo dia estava em casa no quarto que hoje é a sala rezando o terço que Ela tanto havia me indicado e até por muitas vezes rezado comigo e com os Santos Anjos, quando notei um globo pequenino de luz descendo do Céu e que ia crescendo a medida que descia, sendo que o mesmo tomou o tamanho de uma pessoa e parou a menos de um metro de distancia de onde eu estava.

Vi nitidamente daquele globo de luz sair Aquela Jovem que neste dia estava muito sorridente. Lembro-me com detalhes desta Aparição. A Mãe de Deus estava trajando uma túnica (vestido) rosa, manto azul, véu branco, uma cinta branca da qual duas pontas desciam sobre o vestido na altura da cintura e tinha em seu pescoço um pingente de ouro do qual pendia um globo também de ouro não muito grande mais em destaque, Suas mãos estavam em atitude de benção e inicialmente a Senhora olhava para o Céu. A Senhora também neste dia esmagava uma serpente ‘viva’ com Seu pé direito sobre a nuvem luminosa.

Devido ao grande número de pessoas dentre elas minha mãe e alguns amigos que diziam que eu era louco e que não via nada ou mesmo que o que estava acontecendo comigo eram manifestações diabólicas perguntei-lhe que Ela era e o que Ela desejava ao que Ela me respondeu:

Eu Sou a Mãe de Jesus o Salvador e venho do Céu tornar-te um grande santo e santos todos os Meus filhos’.

Tendo dito isso Ela juntou as mãos em atitude de oração e notei por alguns momentos o Santo Rosário em suas mãos feito de contas luminosas, sendo que passado alguns instantes a Senhora voltou a abrir os Seus braços e voltando a palma da mão direita para mim mostrou-me um Coração vermelho vivo que pulsava e tinha em sua volta um circulo de espinhos disformes com tamanhos diferentes e que na medida que aquele Coração pulsava se cravavam no mesmo. Acima do Coração vi também um chama não de fogo natural mais semelhante que queimava sem se consumir em um fogo dourado. Após ter me mostrado Seu Coração a Virgem tomou novamente a postura de benção e via o Seu Coração em Seu peito bem ao centro com nitidez e via que do mesmo três gotas de sangue saiam mais não chegaram a pingarem no chão ou nas vestes da Virgem. Neste dia após ter me recomendado ainda muito a oração do Santo Rosário Nossa Senhora desapareceu...”.

E ainda o Mensageiro nos conta sobre as aparições dos Santos Anjos e de São Miguel Arcanjo no inicio das aparições:

“Após a primeira vinda da Senhora notei que passaram a acompanhá-La ‘rapazes’ de todas as idades e tamanhos. Inicialmente os mesmos apareciam um a direita, outro a esquerda e por vezes um abaixo da Senhora e estes dependendo da aparição rezavam, sorriam ou apenas me olhavam com atenção durante meus colóquios com Nossa Senhora, nos primeiros anos eles não me comunicavam mensagens para o mundo e raramente se dirigiam a uma pessoa em particular.

Quando Nossa Senhora me ensinou a rezar o terço lembro-me que Ela rezava comigo o Credo, o Pai-Nosso e o Glória ao Pai sendo que as Ave-Marias eram ditas pelos Santos Anjos enquanto Ela atenciosamente me ensinava a segurar o terço e acompanhar as orações com atenção.

Notei também que entre os Anjos além da diferença na cor dos cabelos e na aparente diferença de idades que estes possuíam posturas diferentes e se assim posso dizer divisas ou sinais de graduação ou mesmo de que eles pertencem a um grupo específico, assim como que suas asas aparentemente feitas de plumas não passam de luzes e que de um para o outro possuem tamanhos diferentes.

Cada aparição dos Santos Anjos assim como da Mãe de Deus são diferentes mesmo porque lembro que nos primeiros anos além de rezarem comigo, Anjos na forma de crianças apareciam com pequenos instrumentos musicas como flautas que Eles tocavam com harmonia e dançando me convidavam a dançar com eles, perdi a conta de quantas vezes fui visto dançando por meus pais, parentes e conhecidos sem que eles nada entendessem, apenas posso dizer que era bem divertido.

Quando criança ainda como minha mãe tinha que trabalhar ela me deixava aos cuidados de algumas pessoas boas que cuidavam de mim até o seu regresso. Em uma destas casas notei por diversas vezes que ao chegar era posto no sofá para dormir, mesmo porque minha mãe saia de casa muito cedo para trabalhar e que tendo sido enrolado após minha mãe ter ido embora que via continuamente um homem alto e reluzente de cabelos loiros na janela que ali ficava me olhando com atenção. Inicialmente tinha medo, pois não sabia do que se tratava, mas depois de algum tempo Nossa Senhora e mesmo o próprio São Miguel Arcanjo revelaram-me que Ele é que cuidava de mim sempre.

Para não me prolongar muito sobre os Anjos gostaria de acrescentar apenas as aparições do meu Anjo da Guarda e a revelação de Seu nome feita por Nossa Senhora. Não me lembro o dia com exatidão mais depois de já ter entendido após diversas explicações de Nossa Senhora a função dos Santos Anjos e que cada um de nós tem um Anjo da Guarda que nos protege e nos vigia constantemente certo dia Nossa Senhora me contou o nome do meu Anjo da Guarda.

No dia desta revelação Nossa Senhora estava acompanhada dele, um moço alto, muito bonito, de cabelos pretos lisos e curtos, olhos azuis, asas grandes e luminosas e trajando uma túnica branca com um dístico mariano que não sei retratar, a altura da cintura tinha como que um cordão e da mesma pendia um belíssimo Rosário de contas luminosas.

Nossa Senhora então naquele dia disse: ‘Este é seu Anjo da Guarda, seu nome é Raphanye, revelo-o a fim de estreitar os laços de sua amizade com este teu amigo tão antigo e que muito te ajudará a seguir o que Eu e Meu Divino Filho desejamos de ti’.

A partir deste dia sempre o chamo pelo nome em minha orações particulares e por meio dele ou de Nossa Senhora me foram mostrados e revelados outros Anjos da Guarda e seus nomes de forma especial para as pessoas mais próximas.

em construção!

 

Você está aqui: Home Início das Aparições