Santificaivos.org

Mensagens do ano de 2009

Mensagem do Glorioso São José do dia 15/11/2009 transmitida no Parque dos Palmares na cidade de Osasco/São Paulo-SP

“Caros filhos, Eu Sou José o Vosso Pai, O sustentáculo das famílias brasileiras, as famílias do mundo inteiro. Assim Meu filho como desde quando estava em Alagoas comecei a ditar-te os dez mandamentos e conceder-lhe uma mensagem especial para cada um deles e assim o fiz até o terceiro hoje quero continuar este compendio falando um pouco mais a você de acordo com Minha visão de Pai de Jesus sobre o quarto mandamento da lei que é honrar pai e mãe. Ouçam com atenção Meus filhos estas lições do Vosso Pai José. Desde o ínicio da criação criou Deus, homem e mulher nas pessoas na época santíssimas de Adão e de Eva até que por fim eles cometeram o pecado de desobediência, após a tentação da serpente que o demônio, satanás, o sedutor, aquele que vos encaminha para a mentira e para a perdição. E por Adão e Eva constituiu uma ordem mundial e irrevogável onde homem e mulher se uniram em um só, formaram família e procriariam a face da Terra ate chegarem aos dias de hoje. Deus por ter se feito imagem e semelhança nas suas criaturas, ou seja, no homem e na mulher, deu a tais criaturas o homem e a mulher uma dignidade tal que nenhuma outra criatura por mais bela ou mais formosa que pareça possui tal grandeza, tal graça, tal singularidade diante do Vosso Criador. Fostes feitos à imagem e semelhança de Deus e mesmo os vossos corpos foram idealizados por Deus de uma maneira tão singular que sobrepujam mesmo a natureza dos anjos (que fique claro que isso antes do pecado em perfeita harmonia com a vontade Santíssima de Deus). Vós quando criados em Adão e Eva não éreis passiveis as tentações e a decomposição dos anos, fostes criados incólumes , perfeitos, puros e santos. E voltando ao ponto onde estava, com tal dignidade de imagem e semelhança de Deus, Deus constituiu uma geração santa que é vos declarada desde Abraão e mais tarde passou por tantos outros profetas e mulheres santas como Judite e Ester. O preceito santo de honrar a Deus sobre todas as coisas, de não citar o Seu Nome santo em vão, de guardar domingos e festas assim como do dom, do mandamento de honrar a Deus nos seus pais respeitando-os foi vos dada por Móises e foi guardada na Arca da Aliança. Este mandamento em si tão importante e irrevogável era punido com castigos de Deus Pai, com vida curta, de doenças tanto para o corpo como para a alma e psicológicas que bem podeis encontrar nos santos escritos do antigo testamento e muitas outras coisas que o tempo não se deixou escreverem. Mais para tal mandamento não só fosse confirmado, mas revigorado, fortalecido e transformado o Meu Filho Santíssimo Jesus Cristo se fez homem no centro da vida de Maria e assim se submeteu a Mim José e a Maria Santíssima A minha Esposa. Jesus desde a primeira noite, mesmo ainda recém nascido já chamava Maria de Mãe e a Mim José de Pai, entre outros adjetivos que Eu, José era chamado por Jesus estavam o de Pai, de Protetor, de Mestre e de Senhor. Jesus Me tratava com total reverencia que chegava a Me deixar confuso, como poderia um Deus em Sua Segunda Pessoa chamar a Mim, pó da terra, barro insignificante de Senhor e de Pai? Mas com o passar dos anos fui compreendendo que Deus se humilhou a tal ponto de fazer-se cumprir a lei sobre Si mesmo, para que os Homens não tivessem desculpas para não cumpri-la e mais ainda fossem condenados com maior vigor por não as obedecer, Renato. Este preceito confirmado no Meu Filho Santíssimo mais tarde vos é revelado por meio de Lucas (o evangelista) quando Ele por Três dias se afastou de Mim e de Minha Esposa para fazer caridade, servir os doentes e visitar os enfermos, e mais tarde para ir se encontrar com Seu Pai no templo. Jesus ao nos ver correu ao Nosso ao encontro e não esperando delongas respondeu-Nos com santa filiação e Nos acompanhou assim que o chamamos. Prestai atenção vos que sois desobedientes a eles nesta vida analisai bem o vosso procedimento, o vosso proceder para com aqueles que Deus colocou depois dos Anjos da Guarda por Anjos singulares para vos proteger e vos encaminhar na doutrina cristã, na santificação e da Igreja de Jesus Cristo. Analisai o quanto fostes atingidos, combatidos, atacados e atingidos neste mandamento de tal forma que a Minha devoção foi afastada das ‘igrejas’ afim de que o cerne da família cristã ficasse incompleto. Deixaram de Me venerar para mais tarde só venerarem a Maria e a Jesus, passando alguns anos começaram a desprezar a Maria para só louvarem e reconhecerem a Jesus e pouco a pouco o adversário da salvação foi instaurando nas famílias, na sociedade, nas consciências que as famílias podem se constitui por uma só pessoa, pelos filhos, pelo pai, só pela mãe, ou pela mãe com o filho com os pais. Prestai atenção que a família cristã é composta de homem e de mulher, ou seja, de varão e de mestra e de sua posteridade. Aqueles que assim não fizerem, que destoarem deste mandamento, deste direcionamento sonhado por Deus estão se deixando levar pelas águas do adversário. Viveis em um tempo onde o meu adversário subiu a um alto nível que não só os filhos desprezam os seus pais, mas mesmos pais trocam os seus filhos pelas concupiscências carnais, pelo dinheiro, pelo poder, pelos homens, pelas criaturas. Prestai bem atenção a corrupção dos tempos, a corrupção das famílias, das almas, dos corações e mais uma vez voltai-vos para Nós, para Maria Minha Esposa, para o Meu Divino Menino Jesus, para Mim José que somo o vosso exemplo perfeito no cumprimento da Mensagem que O Senhor vos deu por meio de Moises. Deus desde um tempo para cá anda cioso da justiça, de cumprir a Sua justiça para convosco, por vezes pensa o Senhor a promessa que fez a Abraão e se assim posso dizer o Senhor se ‘ arrepende’ de ter concedido tantas gerações a um povo tão incrédulo, tão infiel. Sois tão, tão repreensíveis diante de Deus que mesmo os demônios estão pasmos com a paciência do Senhor Eterno. Trabalhai, propagai e divulgai a Minha Devoção, a devoção ao meu Coração Doloroso e Amante, Doloroso porque Jesus e Maria já não são amados como deveriam, Doloroso porque a Minha devoção foi ‘esquecida’ na Igreja, Doloroso porque as famílias se dividem sempre mais em células cada vez mais descompactas, desunidas e irreconciliáveis. Por meio da Minha devoção, da Revelação Indivisível dos Nossos Sagrados Corações que concedi nestas Aparições..., por meio do Rosário, da Medalha do Rosário..., dos outros meios que vos demos as famílias cristãs voltarão ao seio dos Nossos Sagrados Corações, ao seio da Igreja, ao seio dos sonhos do Eterno Pai como Ele desejou para vós assim como vos disse que deveis amar a Deus sobre todas as coisas e que quem não o cumpre peca mortalmente, assim como professar o Nome em vão é pecado mortal, assim como faltar as Missas em dia Santos e preceitos é pecado mortal e irreconciliável, se não pelo Sacramento da Penitência, assim vos digo que a mesma obediência aos pais quando seus conselhos são santos, ou mesmo quando os pais destoam dos seus deveres para com os filhos e mesmo dos conselhos deles quando eles estão certos é pecado mortal digno de confissão e quem morrer em tal pecado conhecerá lugares terríveis no inferno, terríveis. Eu José Sou teu Pai Renato, Eu José Sou a Luz dos homens, aqueles que confiam em mim não perecerão jamais. Eu vos abençoou a todos vós geração de Abraão, geração da Virgem Maria, geração do meu Coração Doloroso em nome do pai, do filho e do Espírito Santo Paráclito. Amém...”.

Você está aqui: Home Mensagens Mensagens de 2009 Mensagem do Glorioso São José do dia 15/11/2009 transmitida no Parque dos Palmares na cidade de Osasco/São Paulo-SP